4 causas e sintomas da Fobia

Índice

Se o medo comum pode ser explicado logicamente e, assim, se livrar dele, as fobias são irracionais e geralmente surgem junto com ataques de pânico. Vamos conhecer um pouco mais sobre a causa e sintomas da fobia.

Lidar com uma fobia é muito difícil, pois a causa de sua ocorrência é muitas vezes difícil de explicar, no entanto, a consulta oportuna com um psicólogo do Fepo pode resolver esse problema e salvar uma pessoa de experiências incontroláveis ​​e ações imprevisíveis.

A irracionalidade de uma fobia reside no fato de que o medo de uma pessoa de um determinado objeto ou fenômeno não corresponde ao perigo real. Por exemplo, um cão enorme e agressivo é uma ameaça, e o medo pela saúde e pela vida, neste caso, é racional, mas um cãozinho em miniatura na coleira e no focinho, causando emoções semelhantes, desafia a explicação. 

O medo do cão pode ser superado com argumentos lógicos (o dono do cachorro está próximo e garante sua simpatia), mas se ninguém e nada podem acalmá-lo e o pânico começar, então isso já é uma fobia.

sintomas da fobia

Sintomas da fobia de todos os tipos são semelhantes e se assemelham aos de um ataque de pânico:

  • batimento cardíaco forte;
  • dificuldade em respirar, asfixia;
  • boca seca;
  • aumento da pressão arterial;
  • desconforto no estômago e náusea;
  • dor ou pressão no peito;
  • arrepio;
  • tontura;
  • aumento da transpiração;
  • fraqueza nas pernas;
  • um sentimento de irrealidade do que está acontecendo ou de si mesmo.

As principais causas e sintomas da fobia

Os especialistas identificam as seguintes razões para o surgimento de um dos sintomas da fobia: medo inexplicável – biológico, genético, psicológico, social.

Comunidade da Fepo

01. Fatores biológicos e hereditários

A falta de um certo ácido no organismo (ácido gama-aminobutírico), que tem um efeito sedativo, leva a um aumento do medo e da ansiedade, o que, por sua vez, contribui para o risco e sintomas da fobia. 

As razões para a diminuição da quantidade desse ácido podem ser traumatismos cerebrais, uso prolongado de drogas e psicotrópicos, estresse e depressão.

Além disso, um fator genético pode ser a causa de fobias. Se um dos pais sofre de um distúrbio fóbico, o risco de uma fobia na criança é muito alto. No entanto, o que exatamente influenciou isso, predisposição hereditária ou certo comportamento de um parente, é difícil dizer.

Terapia online para sua saúde e bem-estar

02. Razões sociais

Na maioria das vezes, um dos sintomas da fobia, é a ocorrência de fobias é facilitada pela influência de fatores externos, especialmente vários eventos de natureza chocante que ocorreram na infância. 

É o trauma psicológico da infância: picadas de insetos ou animais, a perda de entes queridos ou uma separação prolongada, uma experiência negativa de nadar ou uma sala fechada e coisas do tipo que geralmente crescem em medos imprevisíveis.

03. Fatores psicológicos

Chat de Apoio Emocional

Em alguns distúrbios fóbicos e ataques de pânico, não há vestígios de uma conexão com algum tipo de trauma ou evento; nesse caso, os motivos geralmente estão ocultos no subconsciente. Interpretar erroneamente quaisquer palavras ou ações, conceitos errôneos sobre eventos atuais e futuros, traços prejudicados e outros problemas psicológicos também podem contribuir para fobias.

Certos medos surgiram no processo de evolução, por exemplo, o medo do espaço aberto tem suas raízes no passado distante, quando havia o perigo de um ataque de animais selvagens em um local desprotegido.

04. Razões sociais

O surgimento de fobia social pode ser facilitado por pais ou críticas excessivamente rigorosos aos pais, avaliação inadequada pelos adultos dos eventos que ocorrem com a criança, má experiência de comunicação com colegas ou sexo oposto.

Assim, situações traumáticas, afetando uma psique frágil ou predisposição hereditária, bem como status social e material, contribuem para o surgimento e desenvolvimento de várias fobias.

Psicoterapeutas experientes o ajudarão a lidar com qualquer tipo de fobia; o principal é não se envergonhar do seu problema e procurar ajuda profissional a tempo.

Esperamos que este artigo tenha te ajudado nas causas e sintomas da fobia. 💙 

Felipe Laccelva

Felipe Laccelva

Psicólogo formado há mais de dez anos, fundador e CEO da Fepo. Fascinado pela Abordagem Centrada na Pessoa, que tem a empatia como eixo central para transformar o ser humano. Sempre buscou levar a psicologia para mais pessoas e dessa forma criar um mundo mais saudável e acolhedor.

Agendar consulta