Crise vocacional, tudo o que você precisa saber

Índice

Neste artigo, gostaria de compartilhar com vocês informações úteis sobre como escolher uma profissão, e vencer a tão falada crise vocacional e quais métodos são usados ​​por psicólogos em atividade para ajudar uma pessoa a escolher sua profissão.

Instruções detalhadas e eficazes sobre como sair da crise vocacional

Para vencer a crise vocacional e entender qual escolha é a mais adequada, você precisa:

  • Conhecer suas inclinações naturais.
  • Considerar seus interesses e desejos.
  • Entender quais habilidades você possui.
  • Levar em consideração a situação e as previsões do mercado de trabalho.
  • Estabelecer metas e prescrever as etapas para sua implementação.

Descubra seu tipo de temperamento isso será útil para vencer a crise vocacional

Os tipos de temperamento são baseados nas peculiaridades da atividade mental humana, ou seja, o que é dado a uma pessoa desde o nascimento. Por exemplo, se um teste de temperamento mostrar que você é um colérico, você não deve, em caso algum, escolher um trabalho monótono que exija maior concentração, atenção e perseverança.

Ao contrário, seu trabalho deve ser baseado em projetos, diversificado, envolvendo a solução de problemas complexos e interagindo ativamente com as pessoas.

Uma pessoa sanguínea é muito resistente e aguenta quase qualquer tipo de atividade, mas precisa de trabalho, que também estará associado ao trabalho com pessoas, atividades coletivas.

Comunidade da Fepo

Crise vocacional

A pessoa fleumática é assídua, atenta, oscila por muito tempo e não pode se distrair do trabalho quando está concentrado nele, porque seu processo de mudança é lento.

Pessoas fleumáticas realizam-se perfeitamente em atividades científicas, em profissões que exigem design, análise e modelagem. Eles são bastante resistentes ao estresse, elas podem trabalhar tanto com pessoas como de forma independente.

Pessoas melancólicas são muito sensíveis, trabalham devagar, trabalham melhor sozinhas, em equipe se cansam das pessoas. Essas pessoas são profissões mais criativas e profissões que exigem perseverança.

Terapia online para sua saúde e bem-estar

Então, você determinou seu tipo de temperamento e concluiu que:

Se você é melancólico – precisa de um trabalho monótono que não exija muita interação com as pessoas, sem estresse, criativo;

Se você é um colérico – você precisa de um trabalho que envolva uma vida social ativa, atividades organizacionais, gestão de pessoas e projetos;

Se você é fleumático – pode pensar em atividade científica, pesquisa, programação, trabalho com máquinas e mecanismos;

Se você é um Sanguíneo, quase qualquer trabalho lhe servirá, mas no qual haverá interação com as pessoas.

Chat de Apoio Emocional

Estude e analise seus interesses, habilidades, habilidades

Então, agora que você analisou os diferentes tipos de temperamentos, fica mais fácil prosseguir, isso é de estrema importância para sair de uma crise vocacional.

Você já tem um certo entendimento de suas inclinações inatas naturais e da direção da atividade profissional, onde pode se encontrar e onde não deve procurar por si mesmo e experimentar.

Escreva um ensaio sobre você no futuro

É preciso escrever um ensaio sobre o tema: “Tenho … anos – estou no auge do sucesso!” Onde, em vez de reticências, você precisa inserir sua idade, que é igual a “sua idade atual + 15 anos”. Assim que você proferir a frase “Eu … – Estou no topo do sucesso”, alguma imagem aparecerá na sua cabeça.

E para tornar a redação mais fácil de escrever, imagine-se nessa idade (sua idade + 15 anos) e responda às seguintes perguntas: Quem sou eu? O que eu sou? Onde estou? O que eu estou fazendo? O que me cerca? Quem está perto de mim? O que eu tenho? O que eu posso fazer?

Ao escrever um ensaio, não há condições, isso é totalmente sua imaginação, não se apegue ao presente quando sonhar, não deixe que nada o impeça.

Depois de escrever seu ensaio, releia-o novamente. Pegue um pedaço de papel, circule a palma da mão e em cada dedo escreva uma profissão que você possa escolher para si mesmo.

Programa de Atendimento Social

Chegou o momento decisivo, você não precisa escrever uma lista de centenas de opções, apenas cinco – 5 profissões que seu coração lhe diz, eu sei que é difícil quando se vive uma crise vocacional.

Você escreveu? Bem! Agora pergunte a si mesmo – “Qual das profissões listadas me faria realmente feliz e teria um efeito positivo em todas as áreas da minha vida (em minhas emoções, finanças, relacionamentos, autodesenvolvimento …)?”

Coloque a letra “B” sobre esta profissão.

Faça a si mesmo a segunda pergunta – “Em qual das profissões listadas, das que eu gosto, seria tão fácil e realista para mim me realizar em um futuro próximo?”

E coloque a letra “A” sobre ela.

Se suas letras “A” e “B” coincidem – você tem sorte, você definiu o trabalho de sua vida!

Se forem diferentes, isso também é bom, e o trabalho posterior se baseia no seguinte princípio.

Se estamos falando de um adolescente, ele pode escolher com segurança a profissão “B” como principal, e deixar a profissão “A” para si mesmo como um hobby, fazer cursos de curta duração, etc.

Se estamos falando de um adulto que tem a obrigação de alimentar sua família e não pode se dar ao luxo de largar tudo abruptamente e ir para o seu sonho, para ele a estratégia terá um aspecto um pouco diferente – ele escolhe a profissão A (que é mais fácil de dominar agora) como objetivo principal e a profissão B (que requer grandes recursos materiais e de tempo para dominar) como objetivo de longo prazo, que deve ser lembrado e pelo qual se empenha dia após dia.

Escreva maneiras de atingir seu objetivo e comece a agir

Escreva em seu caderno em uma folha separada em duas colunas sua profissão A e profissão B, e sob cada uma delas liste todas as ações que você pode realizar para se realizar em cada uma delas e vencer a crise vocacional.

Esteja preparado para consultar um especialista, se necessário

Sei que às vezes é difícil descobrir sozinho e fazer a escolha certa, mesmo se você tiver o conhecimento necessário. É neste caso que é apropriado o auxílio de um psicólogo, que vai te ouvir, tirar dúvidas, olhar para a tua situação de fora e te ajudar a resolver a tua dúvida.

Escolha um dos psicólogos online do Fepo, são os mais indicados para ajudar qualquer pessoa que esteja passando por crise vocacional.

Desejo que você sinceramente se encontre e se realize, crie e inspire, receba e compartilhe!

Felipe Laccelva

Felipe Laccelva

Psicólogo formado há mais de dez anos, fundador e CEO da Fepo. Fascinado pela Abordagem Centrada na Pessoa, que tem a empatia como eixo central para transformar o ser humano. Sempre buscou levar a psicologia para mais pessoas e dessa forma criar um mundo mais saudável e acolhedor.

Agendar consulta