História da psicologia, conheça e se apaixone!

Índice

Todas as coisas que existem no mundo possuem as suas devidas origens, bem como o significado de sua existência. A história da psicologia, não é diferente, porém, nem todos se preocupam em entender como essa ciência surgiu e qual a sua importância para o mundo.

A psicologia não é tão atual como muitos pensam. É comum ouvir das pessoas mais velhas que a história da psicologia é algo de gente nova e desse século, mas esse pensamento é totalmente equivocado, visto que desde a era clássica temos uma atuação desses profissionais, eles só não eram conhecidos dessa forma.

Hoje separamos algumas informações importantes para que você entenda sobre a origem e história da psicologia.

Sabemos que tudo muda muito rápido, e na psicologia isso também aconteceu, contudo, hoje trouxemos alguns pontos cruciais para o entendimento do assunto. Vamos conferir?

Quando foi o surgimento da psicologia?

historia_da_psicologia

Comunidade da Fepo

Antes de definir realmente qual a história da psicologia, é importante ressaltar que o nosso foco é na história ocidental, já que as outras culturas (como a oriental) possui uma linha de raciocínio diferente da nossa.

Ninguém está errado ou certo, é uma questão de crença e seguimento de determinados paradigmas. Portanto, tendo isso em mente, agora podemos destacar a origem da psicologia.

A origem da psicologia na verdade é bastante difusa, sendo impossível definir exatamente qual a sua origem, afinal, essa área do conhecimento tomou conta do mundo inteiro.

Alguns dizem que a primeira vez que a palavra “psicologia” tomou forma na sociedade foi no século XVIII, com o filósofo da Alemanha, o Christian Wolff.

Terapia online para sua saúde e bem-estar

Esse filósofo entedia que a psicologia é “a ciência que estuda a alma”. Logo depois, surgiram outros pensadores que fizeram questão de separar o corpo e a alma, como o famoso Descartes. E você deve acreditar no que mais lhe convém.

Uma das partes mais positivas no ramo da psicologia com certeza é a liberdade de poder escolher aquilo que mais faz sentido para você. Portanto, use e abuse dessa vantagem.

Qual a história da psicologia?

Assim que o ser humano começa a se questionar sobre o sue nascimento, as ideias e o seu surgimento, bem como a aparição de sentimentos, esse já é um indício da psicologia.

No começo de tudo, a psicologia foi conceituada como um estudo subjetivos, com nenhuma apresentação de bases científicas, sendo o estudo baseado na observação e projeção.

Chat de Apoio Emocional

Contudo, por outro lado, a psicologia experimental também alegava, para compreender a mente humana na sua totalidade, era necessário experimentos e bases científicas para tal resultado.

Então, esse momento foi crucial para a psicologia, pois de um lado havia a análise subjetiva da mente humana, e do outro lado tínhamos a psicologia experimental e empírica.

Portanto, os estudiosos da área tomaram os seus caminhos mais diferentes possíveis, mas hoje em dia essas suposições criaram outros ramos da área. Isso é totalmente compreensível, já que os estudos se encontram mais avançados do que antes, então os resultados podem ser obtidos de maneiras diferentes.

Mas de uma coisa a área da psicologia tem certeza: esse ramo não é uma disciplina com resultados exatos ou previsíveis, pelo contrário. A psicologia é sim cheia de questionamentos subjetivos que variam de um indivíduo para o outro.

Alguns dos ramos definidos ao longo tempo são a psicologia clínica, a psicologia do desenvolvimento, a neuro psicologia, a psicologia cognitiva e a psicanálise ou dinâmica.

Quem é o primeiro psicólogo da história?

De fato, essa afirmação pode estar equivocada, mesmo que o nosso estudo tenha se baseado por pesquisas, porém toda e qualquer ciência pode ter algum erro, e entendemos que é difícil descobrir quem de fato deu início a psicologia.

Programa de Atendimento Social

Com base nas evidências encontradas por estudiosos da época, o psicólogo Wilhem Wundt é tido como o primeiro profissional desse ramo de todos os tempos.

Wilhem Wundt começou um estudo do que hoje nós chamamos de psicologia social, pois ele acreditava que as atitudes da sociedade são diferentes do comportamental. Isso é muito discutido hoje em dia.

Mas de fato, Wundt conseguiu incentivar muitos outros estudiosos, e há indícios de que Gustav Fechner foi o grande estimulador de Wilhem, visto que ele tentar encontrar uma equação para quantificar uma relação existente do estímulo físico e a sensação respectiva associada.

Quais são os principais estudiosos da história da psicologia?

Como você já pôde perceber, nós temos muitos ramos divididos dentro da psicologia, então o que nos resta fazer é seguir o caminho que mais se aplica com os nossos valores e princípios.

Sigmund Freud é o estudioso mais conhecido, e não à toa é conhecido como pai da psicanálise. Ele foi o responsável por estabelecer a necessidade do diálogo íntimo com o paciente.

Logo depois, verificamos o B.F Skinner, sendo um dos maiores contribuintes para a teoria do behaviorismo.

E outro nome importante para a psicologia é o Carl Rogers, muito importante para a psicologia humanista.

Felipe Laccelva

Felipe Laccelva

Psicólogo formado há mais de dez anos, fundador e CEO da Fepo. Fascinado pela Abordagem Centrada na Pessoa, que tem a empatia como eixo central para transformar o ser humano. Sempre buscou levar a psicologia para mais pessoas e dessa forma criar um mundo mais saudável e acolhedor.

Agendar consulta