Terapia ocupacional – Entenda como funciona

Índice

A terapia ocupacional se trata de uma profissão cujo objeto principal utilizado nas sessões é a atividade humana (atos, atitudes e afins), com isso, a finalidade é apenas terapêutica.

Dessa maneira, esse profissional consegue atuar de maneira preventiva e para reabilitar pessoas que possuem limitações físicas e psíquicas. Essas limitações costumam influenciar a vida do paciente, de forma a interromper atividades rotineiras.

Embora a palavra utilizada para o tipo de terapia ser ocupacional, essa modalidade não está limitada somente ao preenchimento de um possível tempo ocioso do paciente, e sim outras finalidades, sendo este o nosso assunto principal hoje.

Qual o objetivo da terapia ocupacional?

Na maioria dos casos, a terapia ocupacional possui uma indicação nas situações em que o paciente apresenta uma certa condição de saúde prejudicial para uma rotina diária tranquila. Dessa forma, o paciente não exerce as mesmas atividades de sempre por conta de limitações.

Um exemplo disso é quando o paciente já teve um AVC e, por algum motivo, teve a sua locomoção e movimentos no geral como uma limitação provisória ou permanente.

Comunidade da Fepo

A terapia ocupacional em si é uma prática advinda da área de saúde, portanto ela age como prevenção e reabilitação de pacientes que se encaixem nesses requisitos.

terapia_ocupacional

A terapia ocupacional possui como objetivo principal a melhora da qualidade de vida desses pacientes, além disso é uma forma de o paciente tentar retornar às suas atividades normais, mesmo que não seja da mesma forma.

Outro objetivo da terapia ocupacional é oferecer aos pacientes uma maneira de promoção da autonomia deles, assim como a independência, parando de estar subordinado a alguém para realizar qualquer atividade.

Terapia online para sua saúde e bem-estar

Esse paciente volta a ser capaz de realizar qualquer tipo de atividade comum, como aquelas diárias dentro de casa ou no seu ambiente de trabalho, sendo novamente funcional.

Qual a abordagem da terapia ocupacional?

O terapeuta desse ramo funciona busca adaptar sempre a sua abordagem ao que o paciente necessita, então o primeiro passo é avaliar o que essa determinada pessoa realmente precisa no momento, assim como as prioridades do que será resolvido, então esse ponto é crucial para a terapia ocupacional.

Após a avaliação, o terapeuta ocupacional vai traçar um perfil específico do paciente e definir quais serão as atividades mais efetivas para esse caso. Nesse momento, a prioridade será incentivar o desenvolvimento, tanto físico como o psíquico, do paciente e assim ocorre o seu estímulo.

A reintegração social oferecida pelo terapeuta ocupacional pode ocorrer também para idosos, além de cuidar de pessoas com contratempos psíquicos que já estão neste ramo de atuação.

Chat de Apoio Emocional

A terapia ocupacional também pode ser um importante aliado no que se refere a contribuição da reabilitação no caso de dependência química ou qualquer outra situação que necessite da inclusão social.

De uma maneira geral, as atividades utilizadas por um terapeuta ocupacional podem ser resumidas em jogos, atividades físicas, atividades lúdicas, tarefas diárias e as dinâmicas ligadas a arte.

Claro que tudo será indicado de acordo com o perfil do paciente, porém destacamos somente aquelas principais.

Como é o curso do terapeuta ocupacional?

Se após o nosso texto você está interessado ou interessada em saber mais sobre essa área da terapia ocupacional, a primeira ressalva é de que a formação é de nível superior.

Esse curso de terapia ocupacional tem como a duração média de 4 anos para a conclusão, sendo a grade envolvendo disciplinas tanto da área de saúde como a de ciências humanas.

Programa de Atendimento Social

As matérias que costumam estar ligadas a essas áreas comentadas acima são anatomia, bioquímica, fisiologia, histologia, genética, patologia, responsabilidade social e dinâmicas e processo grupais.

No caso da atuação enquanto profissional, é necessário possuir o registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do local em que vive.

O que difere a fisioterapia da terapia ocupacional?

Tanto a fisioterapia como a terapia ocupacional são da área de saúde, e talvez por esse motivo as pessoas tenham o costume de confundir as duas, contudo os profissionais da ambas as áreas possuem tipos diversos para abordar nas sessões com os seus devidos pacientes.

O terapeuta ocupacional usa como objeto principal da sessão a atividade humana, fazendo dessa forma uma intervenção no que se refere as ocupações da rotina diária desse paciente.

Dessa maneira, as atividades simples, como o preparo de uma refeição ou arrumação na parte física do corpo são exemplos que se é citado nessa terapia.

Por outro lado, o fisioterapeuta age diretamente na recuperação das limitações que as pessoas possuem em determinadas partes do corpo, o que acaba prejudicando a locomoção ou a movimentação por inteiro desse indivíduo.

Portanto, esse profissional pode fazer o uso de qualquer tipo de recurso tecnológico para o seu trabalho, acelerando então a recuperação dos movimentos do paciente. Alguns podem demorar mais do que outros, mas o importante é estar em busca de uma vida com qualidade.

Felipe Laccelva

Felipe Laccelva

Psicólogo formado há mais de dez anos, fundador e CEO da Fepo. Fascinado pela Abordagem Centrada na Pessoa, que tem a empatia como eixo central para transformar o ser humano. Sempre buscou levar a psicologia para mais pessoas e dessa forma criar um mundo mais saudável e acolhedor.

Agendar consulta